Local H começa a reviver a música ao vivo com shows drive-in

É 'um sonho tornado realidade' para o vocalista da banda tocar para os fãs que se distanciam socialmente em Gibson City.

H local

Scott Lucas (à esquerda) e Ryan Harding do Local H estão planejando dois shows esta semana no Harvest Moon Drive-In Theatre em Gibson City.

Julia Simone Paul

Deixe isso para o Local H para ajudar a trazer a música ao vivo de volta para Illinois. Após semanas de streaming de eventos quase diários e atividades interativas para os fãs presos em casa - de coletivas de imprensa coletivas a confrontos de música cover com potes de dicas virtuais para locais e bartenders locais - a dupla de rock local chegou para sua apresentação.



Nos dias 25 e 26 de junho, o Local H fará shows no Harvest Moon Drive-In Theatre em Gibson City (cerca de duas horas de carro de Chicago). É o primeiro grande evento musical encenado desse tipo no estado durante a pandemia COVID-19, que fechou locais ao vivo e interrompeu os shows desde o início de março.

LIMITADO PARA O DRIVE-IN COM LOCAL H

Quando: 19:00 25 a 26 de junho

Onde: Harvest Moon Drive-In, 1175 S. Sangamon Ave, Gibson City

Ingressos: $ 15 por pessoa sexta-feira; Quinta-feira esgotada

Em formação: outhousetickets.com

Eu amo drive-ins. Algo que sempre quis fazer - mesmo antes da pandemia - foi fazer um show em um drive-in, então isso é meio que um sonho que se tornou realidade para mim, diz o vocalista Scott Lucas, que co-fundou o grupo em Zion 30 anos atrás.Local H ganhou força nos anos 90 com ouro de rock alternativo como Bound for the Floor, Eddie Vedder e Hands on the Bible. O baterista Ryan Harding ingressou em 2013 para completar a formação atual; ele e Lucas lançaram seu último álbum, Lifers, em 10 de abril.

O local H estava em uma turnê nacional com o Soul Asylum promovendo o novo álbum quando a pandemia mudou o curso. Tínhamos dois encontros restantes; estávamos em San Diego quando recebemos o aviso, lembra Lucas. Foi uma longa viagem de volta para casa, mas também interessante ver o país passar aqueles primeiros dias sem ninguém saber realmente o que estava acontecendo ou o que fazer. A única coisa que posso pensar que é o mais próximo disso que vi foi 11 de setembro.

O Harvest Moon Drive-In em Gibson City, Illinois.

O Harvest Moon Drive-In em Gibson City, Illinois.

Josh Harget

Embora naquela época eles tenham adiado o lançamento de seu álbum Here Comes The Zoo, a banda optou por mudar o plano de crise desta vez, indo em frente com o novo lançamento e se tornando mais envolvente. Acho que as pessoas precisam de algo para fazer agora; nós precisa de algo para fazer para não se desesperar, Lucas disse. Quando você vê os artistas pegando seus laptops, você tem esse tipo de interação pessoal e real com as pessoas e eu adoro isso. Espero que nunca volte para o outro lado, no que diz respeito a isso.

Como Lucas viu os drive-ins reabrindo para exibição de filmes várias semanas atrás, e com outros atos como Keith Urban girando com sucesso para o modelo, o vocalista do Local H apresentou a ideia durante uma transmissão ao vivo no Facebook com os fãs. Foi muito fácil de montar, diz Lucas, agradecendo ao proprietário do Looney Bin, Nick Huffman, pela apresentação. Inicialmente, pensamos que talvez fosse muito difícil [para os fãs de Chicago], mas depois percebemos que as pessoas não se importariam e talvez fosse uma boa ideia de qualquer maneira.

Depois que a data de 25 de junho esgotou em dois dias, o Local H anunciou uma segunda data para 26 de junho - até o momento, os ingressos ainda estavam à venda. De acordo com Ben Harroun, gerente geral, cada encontro permite cerca de 220 vagas de estacionamento, ou metade da carga normal do carro, para permitir o distanciamento social. Cada vaga de estacionamento terá de 3 a 12 metros de distância para aproveitar ao máximo o show, que contará com a banda em um palco em frente a um jumbotron carregando uma transmissão ao vivo. Além de um sistema PA completo, o show também será transmitido em um dial FM.

As pessoas precisam ficar dentro ou perto de seus carros. Mas eles podem colocar cadeiras e cobertores ao lado de seus veículos, diz Harroun, acrescentando que as concessões estarão disponíveis no local ou os fãs podem optar por comprar um passe de $ 20 para comida e bebida para trazer opções de fornecedores externos. Também existem parques de campismo e hotéis nas proximidades, com os espectáculos a terminar à meia-noite. Harroun acrescenta: A maior mudança é que não haverá nenhuma área de cova onde todos se reúnam no palco como um show normal.

O baterista Ryan Harding (à esquerda) juntou-se ao cofundador Scott Lucas no Local H em 2013.

Forneceu

Enquanto Lucas espera o dia em que o Local H pode fazer programas como esse novamente, ele também participa dos esforços do Chicago Independent Venue League , parte da maior National Independent Venue Association, que está pedindo ao Congresso financiamento crítico para salvar a música local em todo o país.

Essa pandemia não apenas nos afetou como artistas, mas também afetou todos os meus amigos, diz Lucas. Todos os meus amigos trabalham em locais ou são bartenders ou próprios locais. Acho que uma cidade que não tem salas de música ou não tem cinemas, o que é outro problema agora, só não sei se vale a pena morar nela.

Selena Fragassi é uma escritora freelance local.