Jameis Winston conta a 'verdadeira' história de pernas de caranguejo para Jim Harbaugh

A história das pernas de caranguejo Jameis Winston fica mais louca a cada dia.

Você deve se lembrar do ex-zagueiro do estado da Flórida e as duas primeiras escolhas projetadas do Draft da NFL foram pego roubando pernas de caranguejo de um Publix em Tallahassee no ano passado.

O técnico do FSU, Jimbo Fisher, defendeu seu jogador, dizendo que Winston estava acostumado a fazer compras em Winn-Dixie e foi distraído por um pedido de asa de frango. Esse é o discurso técnico, pois ele correu para fora da rota quando deveria ter feito um stop-and-go.



Na época, é assim que Winston explicou o roubo em declaração por meio de seu advogado:

Conforme relatado no noticiário, ontem à noite recebi uma citação civil adulta por petit theft de um supermercado local. Fui ao supermercado com a intenção de comprar o jantar, mas cometi um erro terrível pelo qual estou assumindo total responsabilidade. Em um momento de ignorância juvenil, saí da loja sem pagar por um de meus itens.

Agora vem outra história. Este foi contado ao técnico do Michigan Jim Harbaugh (hein?) No Draft Academy da ESPN em fevereiro (o vídeo acabou de ser lançado). Como se ensaiando para um papel principal em True Detective, Harbaugh arrancou a verdadeira história de Winston, que disse que o funcionário do Publix o estava arranjando com comida de graça.

Hmm. Os investigadores da NCAA já chegaram a Tallahassee? E, parece que pode haver uma vaga de emprego na Publix. Enquanto isso, Winston arruma sua imagem para o recrutamento, onde milhões aguardam.

Não vamos nem entrar em por que o novo técnico do Michigan estava entrevistando um ex-jogador da FSU para um programa de recrutamento da NFL. O que precisa ser abordado é o seguinte: por que o detetive Harbaugh questionou Winston sobre a cambalhota das pernas de caranguejo, mas não o interrogou sobre o alegações de estupro ?

Coachspeak, eu acho.